A #Rede agora faz parte do PSB?

Não. A #Rede não está subordinada ao PSB. Ao se coligar, por meio da filiação democrática de alguns de seus membros, a #Rede se afirma como partido autônomo, em uma relação que valoriza visões em comum, programáticas, e na qual as identidades de cada partido serão preservadas.

Como foi construída a coligação da Rede Sustentabilidade com o PSB?

O objetivo central da aliança entre a #Rede e o PSB é aprofundar a democracia e construir as bases para um ciclo duradouro de desenvolvimento sustentável, os dois pilares da verdadeira soberania nacional. Essa união será construída a partir de uma base programática e da busca de uma nova política.

Sabemos que não será fácil e há muitas incertezas envolvidas que só serão superadas com a participação efetiva da militância da Rede. Mas sabemos também que o PSB é a força política que mais oferece condições para, junto com a REDE, oferecer uma resistência aos retrocessos na democracia, na cidadania, na economia e no meio ambiente.

Em conjunto, vamos construir um programa comum, que atenda as nossas principais demandas: aprofundamento da democracia; manutenção dos avanços sociais e econômicos dos últimos anos e a sustentabilidade no eixo da agenda estratégica de desenvolvimento. A convergência programática entre a #Rede e o PSB será desdobrada num calendário que leve a discussão à sociedade, que precisa ser a real balizadora do processo.

As coligações estaduais seguirão a coligação nacional?

Tentaremos manter as coligações estaduais dos dois partidos. É esperado que ocorram entretanto circunstâncias locais onde esta aliança se demonstrará inviável. Nestes casos a Rede adotará um posicionamento independente, apoiando a coligação nacional, mas realizando a tática eleitoral que for adequada ao nosso programa, valores e princípios.

O que é a Filiação democrática?

A filiação democrática e transitória é uma tradição brasileira nas situações em que correntes políticas são impedidas de se organizar formalmente e de participar com sua própria legenda dos processos políticos e eleitorais.

A coligação programática entre a #Rede e o PSB se dá nacionalmente, com a possibilidade de filiações democráticas e transitórias para a disputa eleitoral de 2014, preservando a identidade dos dois partidos. Onde cada um respeita a sua personalidade própria e se dispõe a um diálogo para um objetivo comum. Temos a plena convicção que somos um partido, pois temos um programa e base de representação social, nos constituímos em um processo que visa aprofundar a discussão pelo desenvolvimento sustentável e democratização da democracia.

Como fica a Rede? Ou qual o futuro da Rede Sustentabilidade?

A Rede mantém seu firme propósito de superar velhos hábitos e vícios da política brasileira e fortalecer seus princípios e valores. Sua militância e suas lideranças continuarão comprometidos com o objetivo de constituição e organização do partido e Marina Silva continua sendo representante e porta-voz da Rede, mesmo tendo se filiado ao PSB.

Vamos retomar as coletas de assinaturas e nos preparar para o momento da legalização, organizando nossos diretórios, coletivos e núcleos nos estados, aprofundando as discussões do programa do partido e levando nossa mensagem em todo o País.

Quais são as ações da Rede daqui para frente?

Como somos um partido de fato, vamos iniciar o processo de filiação à Rede, mesmo não tendo o registro do TSE. É uma filiação de caráter político, mas com todas as prerrogativas, direitos e deveres previstos no Estatuto. Vamos realizar encontros estaduais e regionais, constituir Diretórios nos 27 Estados e em inúmeros Municípios.

Além disso, a Rede Sustentabilidade tem uma contribuição singular para Democratizar a Democracia e para construir o Desenvolvimento Sustentável. Por isso, vamos discutir o Programa de Governo e fortalecer a Coligação Democrática com o PSB e procurar participar ativamente das próximas eleições.

Envie sua sugestão para a #Rede, reporte um problema ou deixe um elogio

Da crise ao diálogo: o que esperamos do novo ministro da Educação

Por Neca Setubal

17 de abril de 2015

São inúmeras as análises que destacam a crise econômica e política que, sem dúvida, estão no centro do cenário atual. No entanto, além delas, vivemos uma crise ambiental, concretizada pelos problemas com a água e energia, e estamos na iminência de uma crise educacional. As manifestações de março mostraram que o momento de crise trouxe […]

Rede promove encontro estadual no Maranhão

Rede Sustentabilidade

16 de abril de 2015

A análise da conjuntura política, a organização partidária e a discussão de um plano de ação para os segundo trimestre estão entre os principais assuntos do encontro estadual que a Rede Sustentabilidade/Maranhão promove no próximo sábado, dia 18 de abril. O evento será realizado no auditório do Sindicato dos Bancários, em São Luís (MA). Representantes […]

Imazon aponta crescimento de 282% no desmatamento da Amazônia

Rede Sustentabilidade

15 de abril de 2015

Estudo mensal realizado pelo Imazon (Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia) constatou um novo crescimento do desmatamento na floresta amazônica, em relação ao ano passado. A vigilância feita pela entidade apontou 42 quilômetros quadrados de devastação em fevereiro passado. O total se refere a uma alta de quase 282%, se comparado com igual […]

Na #Rede a Vaca Não Tossiu!

Rede Sustentabilidade

14 de abril de 2015

A #Rede Sustentabilidade reafirma seu compromisso público com a manutenção e a conquista de direitos trabalhistas. Dessa forma nos posicionamos contra a PL 4.330 que dispõe sobre o contrato de prestação de serviço a terceiros e as relações de trabalho dele decorrentes, a PL da Terceirização, aprovada pelo Congresso Nacional e que seria apresentado hoje na […]

Desinvestir

Por Tasso Azevedo

14 de abril de 2015

As emissões de carbono para geração de energia, que representam quase dois terços das emissões globais, deram sinais de parar de crescer e, quem sabe, até ter decrescido em 2014, segundo dados preliminares divulgados pela Agência Nacional de Energia. Se confirmado, seria a primeira queda não relacionada a uma grave crise econômica (por exemplo, 2008). […]

Nota de Apoio às Professoras e Professores Estaduais da Rede Pública de Ensino

Elo Estadual São Paulo

13 de abril de 2015

  Reproduzimos a seguir a nota de apoio divulgada pelo Elo São Paulo na última semana. Rede Sustentabilidade no Estado de São Paulo se manifesta em apoio e integra-se à luta das/dos professores da Rede Estadual de Ensino Público em suas pautas e reivindicações que, até a presente data, não foram atendidas pelo Governo Estadual. […]

Acampamento Terra Livre debate problemas para a questão indígena

Rede Sustentabilidade

13 de abril de 2015

Debater formas de combater o ataque aos direitos dos povos indígenas será o principal assunto da 11ª edição do Acampamento Terra Livre, que a APIB (Articulação dos Povos Indígenas do Brasil) promove a partir desta segunda-feira, 13 de abril, em Brasília (DF). A mobilização deverá atrair mais de mil lideranças na maior mobilização relacionada à […]

CNTBIO autoriza produção e uso do eucalipto transgênico no país

Rede Sustentabilidade

10 de abril de 2015

A CNTBIO (Comissão Técnica Nacional de Biossegurança) aprovou nesta quinta-feira, 9 de abril, o início da produção, cultivo e uso do eucalipto transgênico no país. A autorização foi concedida à Suzano Papel e Celulose, empresa responsável pelo desenvolvimento da pesquisa sobre a nova espécie, por meio de sua subsidiária, a Futura Gene. A permissão, porém, […]

Rede promove curso de Administração Política na Bahia

Rede Sustentabilidade

8 de abril de 2015

A necessidade de se fazer uma boa gestão pública será um dos principais temas do Curso de Formação em Administração Política, que o Elo Estadual da Rede Sustentabilidade promove no próximo sábado, 11 de abril, na Universidade Federal da Bahia (UFBA), em Salvador. A aula é destinada aos filiados, militantes e simpatizantes do partido no estado. Os […]

Olhando vesgo

Por Jane Vilas Bôas

7 de abril de 2015

A cada descoberta de mais bilhões de dinheiro público surrupiado de órgãos governamentais – portanto tesouro de todos os brasileiros –, mais a população fica indignada e perplexa com o tamanho da corrupção. Alguns dos envolvidos, além de nos roubar, matam a esperança de que a política seja um lugar para produzirmos coisas boas para […]