A #Rede agora faz parte do PSB?

Não. A #Rede não está subordinada ao PSB. Ao se coligar, por meio da filiação democrática de alguns de seus membros, a #Rede se afirma como partido autônomo, em uma relação que valoriza visões em comum, programáticas, e na qual as identidades de cada partido serão preservadas.

Como foi construída a coligação da Rede Sustentabilidade com o PSB?

O objetivo central da aliança entre a #Rede e o PSB é aprofundar a democracia e construir as bases para um ciclo duradouro de desenvolvimento sustentável, os dois pilares da verdadeira soberania nacional. Essa união será construída a partir de uma base programática e da busca de uma nova política.

Sabemos que não será fácil e há muitas incertezas envolvidas que só serão superadas com a participação efetiva da militância da Rede. Mas sabemos também que o PSB é a força política que mais oferece condições para, junto com a REDE, oferecer uma resistência aos retrocessos na democracia, na cidadania, na economia e no meio ambiente.

Em conjunto, vamos construir um programa comum, que atenda as nossas principais demandas: aprofundamento da democracia; manutenção dos avanços sociais e econômicos dos últimos anos e a sustentabilidade no eixo da agenda estratégica de desenvolvimento. A convergência programática entre a #Rede e o PSB será desdobrada num calendário que leve a discussão à sociedade, que precisa ser a real balizadora do processo.

As coligações estaduais seguirão a coligação nacional?

Tentaremos manter as coligações estaduais dos dois partidos. É esperado que ocorram entretanto circunstâncias locais onde esta aliança se demonstrará inviável. Nestes casos a Rede adotará um posicionamento independente, apoiando a coligação nacional, mas realizando a tática eleitoral que for adequada ao nosso programa, valores e princípios.

O que é a Filiação democrática?

A filiação democrática e transitória é uma tradição brasileira nas situações em que correntes políticas são impedidas de se organizar formalmente e de participar com sua própria legenda dos processos políticos e eleitorais.

A coligação programática entre a #Rede e o PSB se dá nacionalmente, com a possibilidade de filiações democráticas e transitórias para a disputa eleitoral de 2014, preservando a identidade dos dois partidos. Onde cada um respeita a sua personalidade própria e se dispõe a um diálogo para um objetivo comum. Temos a plena convicção que somos um partido, pois temos um programa e base de representação social, nos constituímos em um processo que visa aprofundar a discussão pelo desenvolvimento sustentável e democratização da democracia.

Como fica a Rede? Ou qual o futuro da Rede Sustentabilidade?

A Rede mantém seu firme propósito de superar velhos hábitos e vícios da política brasileira e fortalecer seus princípios e valores. Sua militância e suas lideranças continuarão comprometidos com o objetivo de constituição e organização do partido e Marina Silva continua sendo representante e porta-voz da Rede, mesmo tendo se filiado ao PSB.

Vamos retomar as coletas de assinaturas e nos preparar para o momento da legalização, organizando nossos diretórios, coletivos e núcleos nos estados, aprofundando as discussões do programa do partido e levando nossa mensagem em todo o País.

Quais são as ações da Rede daqui para frente?

Como somos um partido de fato, vamos iniciar o processo de filiação à Rede, mesmo não tendo o registro do TSE. É uma filiação de caráter político, mas com todas as prerrogativas, direitos e deveres previstos no Estatuto. Vamos realizar encontros estaduais e regionais, constituir Diretórios nos 27 Estados e em inúmeros Municípios.

Além disso, a Rede Sustentabilidade tem uma contribuição singular para Democratizar a Democracia e para construir o Desenvolvimento Sustentável. Por isso, vamos discutir o Programa de Governo e fortalecer a Coligação Democrática com o PSB e procurar participar ativamente das próximas eleições.

Envie sua sugestão para a #Rede, reporte um problema ou deixe um elogio

ficha_MT_professoracarla

‘Professora Carla da Rede’: por relações mais sustentáveis entre homem e natureza

Rede Sustentabilidade

31 de julho de 2014

A candidata a deputada estadual pelo Mato Grosso, Carla Silbene Schneiders, 34, é natural de Cuiabá. Professora, ela é pós-graduada em Filosofia Clínica e possui especialização em Administração Pública. Uma de suas principais bandeiras é a “humanização”, no sentido da melhoria da convivência entre os seres humanos e o meio ambiente. “Vou trabalhar pela humanização, […]

Turbinas de estação de energia eólica com linhão ao lado (shutterstock)

Brasil fica entre os dez melhores para investimento em energias renováveis pela primeira vez

Rede Sustentabilidade

31 de julho de 2014

O Brasil subiu duas posições e ocupa, pela primeira vez, o 10° lugar no ranking geral dos melhores países para investimento em energia renovável da consultoria EY (antiga Ernst & Young). O país ficou em 7° em atração de investimentos para parques eólicos construídos em terra e em 4° para hidrelétricas. Atualizado trimestralmente, o estudo […]

Logo do Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil

Novo marco regulatório das organizações da sociedade civil é sancionado

Rede Sustentabilidade

31 de julho de 2014

O novo marco regulatório das Organizações da Sociedade Civil (OSC), lei que estabelece novas regras para as parcerias entre o poder público e as entidades, foi sancionado hoje pela presidente Dilma Rousseff. A lei tinha sido aprovada na Câmara dos Deputados em 2 de julho. A objetivo da nova regra é dar maior segurança jurídica […]

ficha suely

Suely Silva: por mais políticas públicas voltadas aos idosos

Rede Sustentabilidade

31 de julho de 2014

A candidata a deputada estadual por Goiás Suely Silva, 51, é natural de Uruaçú (GO) e servidora pública federal. Suas principais bandeiras de campanha são a defesa de educação e saúde de qualidade, a reforma do sistema político brasileiro e a defesa dos recursos naturais e políticas públicas para as mulheres e os idosos. “Entre […]

Eduardo e Marina fazem campanha em cidades do Rio Grande do Sul

Rede Sustentabilidade

31 de julho de 2014

Os candidatos a presidente e vice-presidente da Coligação Unidos pelo Brasil, Eduardo Campos e Marina Silva, estarão nesta quinta (31) e sexta (1º) no Rio Grande do Sul, com programação em Porto Alegre, Pelotas e Rio Grande. No fim da tarde está programada a inauguração do comitê central da campanha no Rio Grande do Sul, […]

Ficha candidato Carlos Vaz RJ Rio de Janeiro

Carlos Vaz: 30 anos de experiência com programas sociais

Rede Sustentabilidade

31 de julho de 2014

Por 30 anos, o administrador Carlos Vaz trabalhou com programas sociais na Caixa Econômica Federal, o maior banco social do país. E é essa experiência que ele pretende levar para a Câmara dos Deputados. Formado em administração de empresas, Carlos ingressou por concurso público na Caixa em 1984. No banco, deixou de lado o trabalho […]

Primeiro contato com índios isolados no Acre

Funai divulga vídeo do primeiro contato com índios isolados no Acre; assista

Rede Sustentabilidade

30 de julho de 2014

A Funai (Fundação Nacional do Índio) liberou nesta terça-feira (29) imagens inéditas do primeiro contato com índios isolados na região da fronteira do Acre com o Peru. O encontro aconteceu há um mês na aldeia Simpatia da Terra Indígena Kampa e Isolados do Alto Rio. Os isolados portavam uma espingarda e acenavam a barriga, indicando […]

Final candidato Leonardo Secchi SC Santa Catarina

Leonardo Secchi: mandato colaborativo para avançar sobre a velha política

Rede Sustentabilidade

30 de julho de 2014

O candidato a deputado estadual por Santa Catarina Leonardo Secchi, 37, é natural de Ibirama (SC), mas passou também por Florianópolis, Chapecó, Balneário Camboriú, Boa Vista (RR), Manaus (AM), Brasília (DF), Chicago (EUA), Barcelona (Espanha), Milão (Itália), Dublin (Irlanda) e Boston (EUA). Ph.D. em Ciências Políticas na Universidade de Milão (Itália), atualmente ele é professor […]

eduardocni

“Vamos acabar com o presidencialismo de coalizão e criar uma nova governança”, afirma Eduardo na sabatina da CNI

Rede Sustentabilidade

30 de julho de 2014

O candidato à Presidência pela Coligação Unidos pelo Brasil Eduardo Campos participou hoje, 30, de uma sabatina promovida pela CNI (Confederação Nacional da Indústria). Durante o debate, Campos defendeu que o país adote uma nova governança, que seja muito diferente da de hoje que, segundo ele é “patrimonialista, fisiologista, atrasada, que tem cabeça no século […]

Trabalho alienado

Eduardo Giannetti

30 de julho de 2014

Fernando Pessoa ganhou a vida como tradutor de cartas comerciais; T. S. Eliot como bancário. John Stuart Mill dava expediente na East India Company, e Charles Peirce, no instituto de geografia americano. Machado de Assis e Carlos Drummond de Andrade foram servidores públicos exemplares. O que é trabalho? O exemplo desses criadores –entre tantos que […]