Homenagem-Marina

Marina Silva é homenageada em Harvard em comemoração ao Dia da Mulher

Rede Sustentabilidade 10 de março de 2015

A ex-senadora Marina Silva é uma das homenageadas pela exposição de fotografia “Inspiring Change, Inspiring Us”, organizada pela Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, para relembrar o Dia Internacional da Mulher, comemorado em 8 de março passado. A mostra traz imagens de um total de 48 personalidades femininas, consideradas entre as mais influentes do mundo porque dão grandes contribuições em diversos segmentos. Entre essas áreas, estão as do direito, da política e das questões sociais por todo o planeta.

Os organizadores realizam uma cerimônia que contará com as presenças das homenageadas. O evento acontece nesta terça-feira, 10 de março, a partir das 12 horas no horário local (13 horas no fuso horário de Brasília). A ex-senadora está presente nessa celebração.

A exposição é promovida pela Escola de Direito de Harvard, em parceria com outras entidades e organizações estudantis. As homenageadas foram selecionadas por um grupo composto por alunos, professores e diversas autoridades em seus respectivos campos de atuação. As fotos das escolhidas estarão à disposição do público no dia 13 de março no Wasserstein Hall, que fica na universidade situada na cidade americana de Cambridge, estado de Massachusetts.

Em sua segunda edição, a exposição “Inspiring Change, Inspiring Us” (Inspirando Mudanças, Inspirando todos Nós em português) destaca as mulheres que atuam como juristas, lideranças políticas e outros tipos de atividades que fizeram a diferença e inspiraram outras pessoas a fazerem o mesmo ao longo dos últimos anos. A biografia elaborada pelos organizadores destaca a dedicação de Marina Silva às causas de justiça social, contra o desmatamento e preservação do meio ambiente, além da sua luta contra a expulsão de comunidades indígenas de suas terras.

Outros pontos ressaltados em seu perfil são as defesas do desenvolvimento sustentável, do melhor acesso à educação e da igualdade das mulheres. O retrospecto feito por Harvard aponta ainda as outras homenagens feitas à ex-senadora, como uma das mulheres do ano pelo jornal inglês Financial Times em 2014 e a lista do Top 100 Pensadores Globais da Política Externa. Marina recebeu ainda o Prêmio Ambiental Goldman e o Prêmio Sophie.

A mostra também destaca que apesar de ter sido analfabeta até os 16 anos, Marina se formou em História. Além disso, mostra o seu retrospecto no movimento sindical, na década de 80, a eleição para o Senado em 1994 e sua atuação como ministra do Meio Ambiente entre os anos de 2003 e 2008. O histórico aponta as suas candidaturas a presidente em 2010 e 20014. Esta última ocorreu após a morte do ex-governador Eduardo Campos, descreve o perfil.

A biografia salienta ainda a “cordialidade pessoal” e “força notável” de Marina, por ter inspirado os brasileiros de todas as classes e idades para se unir a sua visão de “Brasil como uma sociedade que é economicamente bem sucedido ainda respeitado no mundo por sua humanidade e consciência ambiental e social”. Os retrospectos e os retratos de Marina e das demais escolhidas para essa homenagem da Escola de Direito de Harvard também podem ser vistos pela internet, num site montado pela universidade (clique aqui).