Virada do Cerrado2

Distrito Federal sedia a primeira edição da Virada do Cerrado

Rede Sustentabilidade 10 de setembro de 2015

Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0

O Distrito Federal vai sediar entre os dias 11 e 13 de setembro a primeira edição da Virada do Cerrado, que terá uma extensa e variada programação organizada de forma descentralizada em diversos pontos da capital do país. O evento pretende, sobretudo, despertar a consciência ambiental e de sustentabilidade por meio de atividades destinadas ao público de todas as idades. Haverá palestras, além de muitas ações educativas, esportivas e culturais durante o evento.

As participações da ex-senadora Marina Silva e do ator e produtor de alimentos orgânicos Marcos Palmeira estão entre os principais destaques desse evento. Os dois estarão nas atividades que acontecem no próximo sábado, 12 de agosto, na Funarte (Fundação Nacional de Artes) de Brasília. Marina marca presença no debate “Educação para a sustentabilidade”, a partir das 16h30. Já Palmeira falará a partir das 14h, na conferência “Agroecologia e Consumo Consciente”.

A virada é uma iniciativa conjunta do Governo do Distrito Federal, através da Secretaria do Meio Ambiente, Ibram (Instituto Brasília Ambiental) entre outros órgãos governamentais, do Comitê Criativo que tem a participação de mais de 50 entidades da sociedade civil e do Sebrae-DF (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas). Para a organização dos projetos previstos, esse trabalho conta ainda com o apoio de um comitê composto por 30 entidades e coletivos comprometidos com as questões socioambientais e das 14 administrações regionais do Distrito Federal.

As atividades serão realizadas em diversos espaços públicos e parques urbanos do DF, já dentro do programa Brasília nos Parques, lançado em junho pela secretaria e que visa fortalecer o uso consciente desses locais. Por outro lado, a programação será colaborativa e com a participação das parceiras na sua organização.

Outro objetivo da Virada é também celebrar o Dia do Cerrado, comemorado todos os anos, sempre em 11 de setembro. Considerado o segundo maior bioma brasileiro, o Cerrado é a vegetação predominante no DF e também abrange outros oito estados localizados em três diferentes regiões do país: Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul – na região Centro-Oeste -, Minas Gerais (Sudeste), Bahia, Maranhão, Piauí (Nordeste) e Tocantins (Norte).

 

Para a subsecretária de Educação Ambiental e Mobilização Social, Gabriela Batista, a Virada do Cerrado é muito mais que um simples evento, pois trata-se de um grande programa colaborativo e de educação ambiental junto à sociedade. “Além disso, integra o Poder Público, a sociedade civil e o setor privado em prol da sustentabilidade”, afirma.

Ainda de acordo com a subsecretária, o evento quer que a população se envolva ativamente em cada uma dessas iniciativas previstas na programação, apropriando-se não só do espaço público como também da responsabilidade pela preservação desse mesmo local. “Nossa meta é de que esse trabalho de caráter continuado tenha uma celebração anual, unindo entretenimento, mobilização social e responsabilidade socioambiental”, explica Gabriela, que também é porta-voz Nacional da Rede Sustentabilidade.

Extensa programação
A extensa programação da Virada do Cerrado conta com uma série de debates que acontece na Funarte de Brasília. Nos dias 11, 12 e 13, especialistas e autoridades discutirão diversos temas, como a água, agroecologia e consumo consciente. Em meio a esse cronograma, estão as participações de Marina e Marcos Palmeira.

A mesa de abertura do evento contará com as presenças do secretário de Meio Ambiente, André Lima e o superintendente do Sebrae-DF, Antônio Valdir de Oliveira Filho. Depois, a agenda continua com seminários sobre o uso sustentável da água, estratégias de mobilização social e educação ambiental e, no dia 13, a programação será repleta de atividades esportivas e culturais.

Na regional Itapoã, por exemplo, haverá caminhada e limpeza do parque ecológico da região. Fora esse local, os visitantes do Parque Ecológico do Paranoá poderão participar de piqueniques, palestras, competição de pipas e de musicais. Em Planaltina, os participantes percorrerão as trilhas ao redor do Parque Sucupira e assistirão a vídeos ambientais.

No Jardim Botânico de Brasília, será inaugurado o Cerratenses (Centro de Excelência do Cerrado). Em Santa Maria, haverá mutirão de criação e instalação de lixeiras feitas com pneus e montagem de jardins, além de curso de produção de sabão caseiro. A Fundação Jardim Zoológico de Brasília promoverá ações como teatro de fantoches e oficinas. Os interessados podem conferir a programação disponível no site “Tô na Virada”, o canal oficial de divulgação do evento.

Serviço
Virada do Cerrado – Cidadania e Sustentabilidade

Quando: de 11 a 13 de setembro, em diversas regiões do DF.
Informações: http://tonavirada.org e https://www.facebook.com/tonavirada

Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0