site-sp

Nota da REDE-SP repudia notícia divulgada por jornal

Rede Sustentabilidade 13 de junho de 2016

A REDE-SP repudiou a notícia divulgada pelo jornal O Globo deste domingo, 12 de junho, sobre a suposta existência de um caixa 2 na campanha de Marina Silva à presidente em 2010. Em nota, a Executiva Estadual ressaltou que esse tipo de iniciativa faz parte de mais um trabalho de desconstrução da imagem contra a porta-voz nacional do partido.

Leia a nota da REDE-SP:

“A Rede Sustentabilidade no estado de São Paulo vem a público manifestar total e irrestrito apoio à Marina Silva, diante da acusação de que sua campanha à Presidência da República, em 2010, ainda pelo Partido Verde (PV), teria recebido doação ilícita da empreiteira OAS destinada a um suposto “caixa 2”.

Marina Silva, pessoalmente já se manifestou a respeito de tal noticia, deixando claro que apoia totalmente à operação da Polícia Federal conhecida como “Lava Jato” e que espera que “as autoridades deem a devida atenção a essa “comunicação”, pois, segundo suas declarações, ela afirma categoricamente que jamais usou “um real sequer em suas campanhas que não tivesse sido regularmente declarado”, e ainda acredita que nenhum dirigente do PV possa ter usado seu nome sem tê-la dado conhecimento, ainda mais para fins ilícitos.

Marina Silva declara ainda que pode garantir à opinião pública brasileira que, neste momento em que a sarjeta da política já esta repleta de denunciados, o “melhor caminho é confiar no trabalho do Ministério Público e da Polícia Federal. Por isso reitero meu apoio e confiança no trabalho da Justiça”.

Desta forma, a REDE-SP, considerando a visibilidade e a imagem positiva que Marina Silva construiu ao longo de sua vida pública e sua atuação propositiva, no atual momento turbulento na cena política brasileira, tem consciência de que a desconstrução de sua imagem será uma tônica daqui por diante.

Por fim, tornamos público nosso apoio à Marina Silva, ciente de seu compromisso ético e moral assumido com a sociedade brasileira em todas as campanhas que desenvolveu em sua carreira politica até o presente momento. Ao mesmo tempo, a REDE-SP apoia não apenas continuidade da Operação Lava Jato e a força tarefa, composta pela Policia Federal e Ministério Público, nas investigações sobre corrupção na Petrobrás e financiamentos ilícitos de campanha provenientes dessas operações criminosas, como também defende o aprofundamento dessas investigações, independentemente dos que forem atingidos através da evolução dos fatos.

Comissão Executiva Estadual
REDE-SP”