rede-retrospectiva-noticias-07

Retrospectiva 2016: REDE elege seis prefeitos e 181 vereadores em sua primeira eleição municipal

Rede Sustentabilidade 23 de dezembro de 2016

A primeira participação da Rede Sustentabilidade em uma eleição desde a aprovação de seu registro pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) também foi um dos fatos marcantes para o partido em 2016. Ao se apresentar como uma alternativa ao eleitorado em 820 cidades do país, a REDE conseguiu eleger um total de 205 candidatos nos dois turnos do pleito municipal, realizado nos dias 2 e 30 de outubro. Destes, seis são prefeitos, 18 vices e 181 vereadores.

Para garantir esse importante resultado – também emblemático por se tratar de sua primeira eleição -, a REDE trabalhou ativamente nesses municípios com objetivo de organizar as candidaturas, sejam elas próprias ou firmadas por meio de alianças programáticas. Além dessa atuação, os porta-vozes nacionais Marina Silva e José Gustavo Fávaro Barbosa viajaram pelo Brasil para mostrar à população esses candidatos, comprometidos com um programa de governo.

Durante quatro meses de campanha, Marina e Zé Gustavo fizeram 69 visitas em 52 diferentes cidades, situadas em 15 estados do país. Nessa relação, estão as capitais e municípios considerados estratégicos. Nessas ocasiões, as duas lideranças expuseram concorrentes alinhados com os princípios e valores da REDE e bastante envolvidos com seus respectivos programas de governo, elaborados em parceria com a sociedade civil.

“O programa de governo é uma espécie de contrato dos candidatos com os eleitores dessas cidades. Por isso, esses planos são bastante importantes porque vão orientar como será a administração desses candidatos, que deve ocorrer com a população como parceira e participante desse processo e não imposta para a comunidade, como geralmente acontece”, destacou Marina Silva durante as visitas aos municípios.

Resultado da campanha
Em levantamento realizado pela Coordenação de Organização da Executiva Nacional da REDE
, o partido contou com 3891 candidatos em todo o Brasil nas eleições municipais. Dos 154 concorrentes a prefeito, o partido teve seis prefeitos eleitos. Só no primeiro turno, foram quatro escolhidos. Nessa lista, estão Anderson Prado, em Lençóis Paulista (SP), Sandro de Juca (Brejões-BA), Ricardinho (Livramento de Nossa Senhora-BA) e Fábio Lago Sul (Seabra-BA). Outros 15 candidatos a vice conquistaram seus cargos nessa fase do pleito.

Já o candidato da REDE a prefeito em Cabo Frio (RJ), Dr. Adriano, chegou a ter confirmada a sua vitória pela Justiça Eleitoral. No entanto, uma virada de mesa no processo da cidade localizada na região dos lagos do Rio de Janeiro, determinada no fim de novembro pelo TRE-RJ (Tribunal Regional Eleitoral), deu a eleição para uma candidatura até então considerada inelegível, mas que havia concorrido ao pleito por meio de um recurso e obtido o maior número de votos.

Já no segundo turno, outros dois concorrentes da REDE conquistaram a sua reeleição. Isso aconteceu com os atuais prefeitos de Macapá (AP), Clécio Luís, e de Serra (ES), Audifax Barcelos. Ainda nessa etapa do pleito, mais três candidatos a vice ganharam nos seus municípios. Nessa relação, estão Paulo Lamac na capital Belo Horizonte (MG), Alexandre Zeitune (Guarulhos-SP) e Gisele Uequed (Canoas-RS). Eles assumem seus cargos a partir do próximo dia 1º de janeiro.

Crescimento das candidaturas
Além dos eleitos, a Coordenação de Organização da REDE também destacou em seu levantamento o crescimento de outras candidaturas que quase chegaram lá. Entre esses exemplos, o partido relembra os casos de Ursula Vidal (Belém-PA), Kayo Amado (São Vicente-SP), Aliel Machado (Ponta Grossa-PR) e do candidato a vice Thiago Damaceno (Petrópolis-RJ).

Ao longo do primeiro turno, Ursula Vidal começou a campanha com apenas 1% das intenções de voto, conforme as pesquisas realizadas na capital do Pará. Ao apresentar de forma clara os princípios e valores do partido, ela terminou essa fase do pleito na quarta colocação, com 10,29%.

Já Kayo Amado conseguiu conquistar os eleitores de São Vicente, no litoral paulista, ao realizar uma campanha limpa, sem distribuição de santinhos e focada totalmente nas mídias sociais. Seu nome cativou a população e fez com que ele chegasse na reta final com grandes chances de vitória, ao ficar em segundo lugar, com 28,10% dos votos válidos.

O candidato a prefeito de Ponta Grossa, Aliel Machado, e o concorrente a vice em Petrópolis Thiago Damaceno chegaram ao segundo turno nos seus municípios. Por esse motivo, a REDE reconhece o empenho e o esforço das duas candidaturas, pois também conseguiram levar os princípios e os valores de REDE ao eleitorado dos dois municípios.