Zeca Ribeiro/Agência Câmara

“Hoje o Brasil não tem um governo, tem um criminoso à frente do país”, diz João Derly, líder da REDE na Câmara

Rede Sustentabilidade 12 de julho de 2017

Durante seu pronunciamento durante a segunda sessão da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, que discute a admissibilidade da denúncia contra o presidente Michel Temer, o deputado João Derly, líder da REDE, foi enérgico ao pedir que a comissão aceite a denúncia.

“Hoje o brasil não tem um governo, tem um criminoso à frente do país. As provas são gritantes: a mala, as fotos. Essa comissão não pode ignorar a lei e os fatos. Temos que aceitar a denúncia, não por uma questão partidária, mas porque é o certo a se fazer”, disse o deputado.

Para João Derly, diante da situação, seria mais correto se o presidente poupasse o país desse desgaste e renunciasse, o que parece longe de acontecer por conta da ambição do presidente e pelo gosto do poder. “Mas pelo Temer agarra e transforma a presidência em um bunker para continuar nessa luta desleal de continuidade da corrupção e ações indevidas”, diz.

Veja a íntegra do pronunciamento de João Derly aqui