site4-70

O momento é pra quem tem inteligência e discernimento… e não excesso de testosterona

#Rede 20 de outubro de 2017

A testosterona é um hormônio encontrado em mamíferos, aves, répteis e outros vertebrados. A produção de testosterona em seres humanos ocorre nos testículos ou nos ovários. Em homens, esse hormônio tem concentração no sangue que varia entre 240 – 950 ng/dL; já nas mulheres, o nível fica entre 8 – 60ng/dL. Além de ser responsável pelo desenvolvimento de algumas características sexuais de homens e mulheres, quando em excesso o hormônio pode ser responsável pela impulsividade e pelo aumento da violência. Nos homens, o excesso de testosterona pode causar, entre outros males, o atrofiamento testicular.

O momento político que o Brasil vive pede inteligência, discernimento e coragem, e não “muita testosterona”, como afirma o pré-candidato à Presidência da República Ciro Gomes. Podemos concluir que atitudes, machistas e impensadas, como essa que Ciro Gomes profere, não são novidades para nós. Em 2002, enquanto candidato à Presidência da República, não valorizou a participação e o trabalho de sua (então) esposa na campanha, alegando, num primeiro momento, que sua participação era limitada a questões íntimas. Depois, percebendo a gafe, disse que se tratava de uma brincadeira e tentou corrigir a fala equivocada. Posição muito aproximada da postura do presidente Michel Temer que já se referiu às mulheres de forma inominável.
A ampliação da participação feminina nos espaços de poder e decisão é um ideal a ser conquistado por homens e mulheres, dentro e fora da política. Não podemos concordar com discursos limitantes e preconceituosos, como o feito pelo Sr Ciro Gomes ao se referir a Marina Silva – que ofende também a todas as mulheres. Sua postura é profundamente temerária.
A participação feminina na política não é uma brincadeira – não deve ser decorativa ou para “acompanhamento”, ou ainda para parecer politicamente correto. A participação feminina é fundamental para uma sociedade equilibrada e saudável, e essencial para que entremos finalmente no século XXI com uma democracia de qualidade.
Lugar de mulher é onde ela quiser! E se ela quiser, e os eleitores também, na Presidência da República.

Elo Mulheres Nacional Rede Sustentabilidade