fotos-01_0001_img-20180626-wa0006

Encontros do Elo Mulheres atraem homens para o debate de inclusão feminina na política

#Rede 13 de julho de 2018

Há cerca de um ano, a REDE Sustentabilidade tem promovido encontros nos estados brasileiros para incentivar e fortalecer a formação política das mulheres. A iniciativa tenta mudar o desequilíbrio ainda existente no País, que detém uma das mais baixas representatividades femininas nos cargos eletivos de todo o mundo, mesmo as mulheres sendo maioria absoluta do eleitorado nacional. Apesar de ser planejado para o público feminino, os cursos têm despertado o interesse dos homens.

De acordo com Juliet Matos, coordenadora Nacional do Elo Mulheres, juntamente com Losanges Lozano, a participação masculina tem sido cada vez mais percebida nos encontros, fato que contribui positivamente para consolidar as iniciativas de inclusão e afirmação das mulheres nos mais variados setores da sociedade.

Juliet explica que essa ação ocorre porque os assuntos debatidos propõem uma ampla reflexão sobre a realidade vivida pelas mulheres no Brasil, país que oferece oportunidades e condições extremamente desiguais para a inserção feminina, seja na vida social, no mercado de trabalho ou na política.

“Ainda hoje, quando vamos para os espaços mistos, os homens acabam limitando nossa atuação a papéis já pré-estabelecidos por eles. Muitas vezes, eles reproduzem esse comportamento machista que vem desde a criação. Então, no lugar de ouvinte, eles começam a entender que essas atitudes podem ser mudadas. Eles criam consciência que os homens também são responsáveis por formar ambientes de igualdade, de harmonia”, avalia Juliet.

O servidor público Roberto Maciel, de 28 anos, foi uma das presenças masculinas no encontro que ocorreu na capital João Pessoa (PB), em maio deste ano. Atuante na REDE paraibana, Roberto foi ao curso para acompanhar sua mãe, a bióloga Mariluzia Souza, que também é pré-candidata do partido ao cargo de deputada federal. “Foi um debate muito produtivo porque reforçou para a sociedade que as mulheres podem ocupar os espaços que desejarem, em qualquer instância, inclusive na política”, complementa.

Além da Paraíba, os cursos de formação já foram realizados nos estados do Paraná, Amapá, Rio de Janeiro, Pernambuco e Bahia. As próximas edições deverão ocorrer no Rio Grande do Sul e Amazonas, ainda em julho.

Conscientização
Os cursos de formação política para as cidadãs são elaborados pelo Elo Mulheres, o órgão temático da REDE que desenvolve ações específicas para o público feminino. Além de fomentar a maior participação das mulheres no meio político, os cursos de formação abordam outros temas relevantes, como o combate à violência doméstica e familiar, o feminicídio e o ecofeminismo, que defende a convivência com relações colaborativas, sem nenhuma forma de opressão ou dominação entre as espécies.